Secretaria da Agricultura e agronegócio doam alimentos a 1,3 mil famílias do campo

Foto: Divulgação/SAR

O Programa Agro Fraterno, união das entidades do agronegócio em prol da solidariedade, inicia a distribuição de cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade social e de renda no campo. Nesta segunda-feira, 16, o secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva, participou da entrega de alimentos para mais de 1,3 mil famílias dos municípios de Chapecó e Ipuaçu, na região Oeste. Em Santa Catarina, a ação contará com R$ 1,1 milhão em recursos para atender a dez municípios, com a doação de 10 mil cestas básicas.

“É o momento de unir forças e demonstrar toda a generosidade do setor produtivo catarinense. A pandemia, infelizmente, trouxe impactos negativos e existem muitas pessoas que precisam do nosso apoio para enfrentar esses momentos de dificuldade. Estamos honrando nossa tradição catarinense de união, cooperação e solidariedade”, destacou o secretário Altair Silva.

O Agro Fraterno é um programa nacional, que em Santa Catarina é liderado pelo Sistema Federação da Agricultura e Pecuária do Estado (FAESC) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR/SC).  Segundo o presidente da FAESC, José Zeferino Pedrozo, essa é uma forma de o setor produtivo, que está passando por um bom momento no mercado interno e externo, ajudar os pequenos produtores que passam necessidades devido aos impactos da pandemia.

 “Continuamos produzindo alimentos para o Brasil e para o mundo, com boa remuneração e com recursos altamente positivos para nossa categoria. Por isso, é mais do que justo ajudarmos, juntamente com nossos irmãos do agro, os produtores que vivem no interior e passam dificuldades”, observou Pedrozo.

Parceiros do Movimento

O Sistema FAESC/SENAR-SC aderiu ao movimento nacional com as demais entidades e órgãos que compõem o Fórum Permanente do Agro Catarinense: Organização das Cooperativas (OCESC), Federação dos Trabalhadores na Agricultura (FETAESC), Federação das Cooperativas Agropecuárias (FECOAGRO), Sindicato da Indústria de Carnes e Derivados (Sindicarne), Associação Catarinense de Avicultura (ACAV) e Secretaria de Estado da Agricultura da Pesca e do Desenvolvimento Rural. A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social apoiará com a logística de entrega e seleção dos beneficiários.

O movimento foi criado pela Confederação Nacional da Agricultura (CNA), juntamente ao SENAR, Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e entidades do Instituto Pensar Agro (IPA).

Por Ana Ceron
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.