Capacitação sobre a cultura do lúpulo visa produção de cervejas com produtos 100% catarinenses

Agricultores familiares de Lages e de São Joaquim que receberão mudas de lúpulo para implantar lavouras modelos e de referência em Santa Catarina foram capacitados sobre a produção da cultura. O evento foi no dia 11 de agosto na Fazenda Santa Catarina, sede da Ambev em Lages, e teve como um dos palestrantes o pesquisador da estação Experimental da Epagri em São Joaquim (EESJ), Felipe Augusto Moretti Ferreira Pinto. O objetivo dessa ação é fomentar a produção de cervejas em escala com produtos 100% catarinenses.

Em setembro os produtores que participaram da capacitação vão receber as primeiras 10 mil mudas de lúpulo doadas pela Ambev

Dentre os assuntos abordados estavam as principais pragas e doenças que ocorrem na cultura do lúpulo; o manejo, os materiais, equipamentos e insumos necessários para implantação e o custeio de uma lavoura de lúpulo. Na oportunidade os participantes, que também incluem técnicos da região, receberam uma cartilha sobre os aspectos técnicos da cultura, cujo cultivo ainda é recente no estado catarinense.

Em setembro esses produtores receberão as primeiras 10 mil mudas de lúpulo doadas pela Ambev, ação desenvolvida em parceria com a Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural através da Epagri Regional Lages e São Joaquim; com o município de timbó Grande, com a Secretaria Municipal de Agricultura de Lages, com a Udesc/Lages e com a Aprolúpulo (Associação Brasileira de Produtores de Lúpulo), sediada em Lages.

O idealizador do evento foi o consultor de projetos especiais da Ambev, Felipe Sommer. A capacitação teve também com palestrantes Mariana Fagherazzi, da Ambev, e Hyan de Cássio Pierezan, mestrando da Udesc.

Atuação da Epagri com o lúpulo

Epagri atua com pesquisa para verificar a adaptação de variedades de lúpulo em São Joaquim e Lages e com suporte técnico aos produtores

A Epagri tem atuado em duas frentes para fomentar o desenvolvimento do cultivo de lúpulo no Estado de SC, especialmente na região serrana: na pesquisa e na extensão rural. A pesquisa está sendo desenvolvida na Estação Experimental de São Joaquim, coordenada pelo pesquisador Felipe Augusto Moretti Ferreira Pinto em projeto que foi aprovado pelo edital universal da Fapesc. Nesse projeto as principais etapas consistem em verificar a adaptação de variedades de lúpulo em São Joaquim e Lages, a influência de diferentes sistemas de condução na intensidade de doenças e pragas, reação das variedades aos patógenos, controle das doenças, elaboração de cervejas e análise sensorial com as variedades de lúpulo e avaliação da qualidade dos cones de lúpulo. Ao final do projeto serão realizados treinamentos para produtores e técnicos para disponibilizar as informações obtidas. São parceiros neste projeto: Ambev, Sanjo, UFSC, Lúpulos Serrana. A Aprolúlo é apoiadora do projeto. Além a disso a EESJ também disponibiliza aos produtores o serviço de diagnose de doenças e pragas na cultura.

Em outra frente, a extensão rural da Epagri, com a supervisão dos gerentes regionais de São Joaquim e de Lages, Marlon Francisco Couto e José Marcio Lehmann e suas equipes, irão fornecer suporte técnico aos produtores que receberão mudas de lúpulo provenientes da Fazenda Santa Catarina, da Ambev.

Produção brasileira

27% dos produtores de lúpulo do Brasil estão em Santa Catarina

O extensionista rural de Lages, Pedro Donizete de Souza, explica que o lúpulo é uma cultura perene, com um ciclo de aproximadamente de 15 anos. Ele é responsável pelo aroma e amargor da cerveja. De acordo com a Aprolúpulo, o Brasil tem cerca de 42 hectares com esse cultivo, com em torno de 24 toneladas. Santa Catarina é o estado que tem maior percentual de produtores: 27%, seguido de Rio Grande do Sul com 22%, São Paulo com 18%, Paraná com 7%, Minas Gerais com 6% e Rio de Janeiro com 5%.

Segundo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o Brasil é o terceiro maior produtor de cerveja do mundo, atrás apenas da China e Estados Unidos. A produção brasileira é de 14 bilhões de litros de cerveja por ano, mas praticamente 100% do lúpulo utilizado nas cervejas é importado de outros países.

Fonte: Epagri

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.