in ,

AMAP entrega solicitação de Reconhecimento da “IG da Maçã Fuji da Região de São Joaquim”

AMAP faz entrega do documento de Solicitação de Reconhecimento da Área Geográfica da “IG da Maçã ‘Fuji’ da Região de São Joaquim”

Um importante passo para obtenção da IG foi dado nesta terça-feira (17) a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) realizou evento na sua sede em Florianópolis, onde a AMAP – Associação dos Produtores de Maçã e Pêra de Santa Catarina representando a cadeia produtiva da maçã, recebeu do SEBRAE e EPAGRI e entregou os documentos de delimitação das Indicações Geográficas ao Secretário Adjunto da Secretaria Estadual da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo Miotto, que farão parte de um dossiê a ser encaminhado para análise do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

A AMAP é a entidade gestora do “IG da Maçã ‘Fuji’ da Região de São Joaquim”O evento contou ainda com representantes do Sebrae, do Superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) em Santa Catarina, Túlio Tavares Santos, do diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Epagri, Vagner Miranda Portes, das Cooperativas Cooperserra, Sanjo, Frutas de Ouro, Coopema, da empresa Serra Frutas, Consórcio Yakult, Direção e pesquisadores da Epagri de São Joaquim, Urubici, Urupema, Secretária de Agricultura dos Municípios de São Joaquim, Urupema e Bom Jardim da Serra.

Com a Indicação Geográfica, os produtores poderão utilizar um selo de origem em seus produtos, que dará aos consumidores a garantia da qualidade diferenciada da maçã.”Esse passo é muito importante para o reconhecimento da cadeia produtiva da maçã da região de São Joaquim e importante para todo o estado, em especial para a região Serrana.A Maçã da Região de São Joaquim já é reconhecida pela sua qualidade em todo o mundo e a Indicação Geográfica vem para coroar o trabalho dos técnicos e produtores”, destaca o Diretor Administrativo da Associação dos Produtores de Maçã e Pêra de Santa Catarina (AMAP) Diego Nesi ao qual fez a entrega dos documentos.

Além de São Joaquim, os municípios de Bom Jardim da Serra, Painel, Urubici e Urupema estão dentro da área delimitada pelos pesquisadores da Epagri para compor a IG da Maçã Fuji da Região de São Joaquim.Esses municípios produzem uma maçã Fuji que se destaca por ser mais vermelha, maior e com formato perfeito. Isso porque eles acumulam mais horas de frio, o que deixa o desenvolvimento da fruta mais lento e uniforme.
Dentre as horas de frio, serviram como critérios para delimitação dessa IG a altitude superior a 1.100 metros e outras características ambientais que unificam os municípios compreendidos. A IG é uma demanda da Associação dos Produtores de Maçã e Pera de SC (AMAP).

Em nome da AMAP – Associação dos Produtores de Maçã e Pêra de Santa Catarina queremos agradecer imensamente ao SEBRAE, EPAGRI por terem acreditado nesse projeto e tornando realidade com todo processo e documentação.Também as Cooperativas, empresas beneficiadoras de Maçãs, Governo do Estado, prefeituras por meio das Secretárias de Agricultura dos municípios abrangentes,Cidasc, nossos produtores e associados.Sozinhos não somos nada!Gostaríamos de dizer que ainda há muito trabalho pela frente, mas a AMAP está trabalhando e de portas abertas para ajudar no que for preciso para a melhoria do setor.

Também fizeram entrega de documentos Identificação Geográfica (IG) representantes do Mel de Melato da Bracatinga, dos Vinhos de Altitude de Santa Catarina

Créditos fotos:
Paulo Santhias/SAR
Antonio Carlos Mafalda/Mafalda Press
Eliza Barba/Epagri

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PREVISÃO DO TEMPO PARA OS DIAS 19 E 20 DE SETEMBRO DE 2019.

Auxílio-doença Parental pelo INSS: Como funciona e as regras para solicitar