Caminhoneiros iniciam paralisação nas BR-116/282 em Lages e pedem queda no valor do combustível

Desde às 19h30m deste feriado de 7 de setembro, caminhões não estão passando pela BR 116, no trevo com a 282, só estão liberados os que estão transportando comida e medicamentos

A concentração, localizada no Posto Ampessan em Lages no entroncamento da BR-116 e BR-282, com os líderes do movimento dos caminhoneiros, “não tem previsão de até quando irão permanecer com a paralisação”, afirmou o caminhoneiro Reni Dalona, em entrevista ao repórter da Band FM, Biguá Junior.

Ainda segundo Reni, está liberada a passagem de caminhões com cargas perecíveis e/ou animais vivos. Outra líder do movimento é a caminhoneiros Ana Paula, a qual informou sobre os motivos do fechamento da rodovia, “que é a reivindicação de queda no preço do combustível, pois a gasolina já está sendo vendida a R$ 6,14 e o Diesel a R$ 5,20”.

Até por volta das 21 horas, a quantidade de caminhões não era tão grande, mas eles esperam uma adesão maior a partir de amanhã. Dizem que bloqueios também estão sendo realizados em outros pontos de Santa Catarina e que todos os caminhoneiros que estão nas estradas já foram avisados.

Veículos de passeio, da área da saúde e cargas perecíveis estão liberados para passar, ao menos nas próximas 72 horas. Depois, o objetivo é parar todos os caminhões. O prazo é para que todos os caminhões carregados com perecíveis completem as suas viagens.

A Polícia Rodoviária Federal acompanha a ação à distância e a situação era extremamente tranquila no local. Inclusive, familiares e amigos dos manifestantes estavam no pátio do posto em apoio.

Com informações de Milton Barão e Folha da Serra


Veja mais vídeos que circulam pelas redes sociais em relação a paralisação dos caminhoneiros em outros lugares:

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.