Expolages 2021 encerra com mais de R$ 5,3 milhões de faturamento

Lages, na Serra Catarinense, não tem fronteiras em se tratando da oferta de animais de qualidade e excelente genética. A Expolages 2021, marcou os 101 anos do evento no município. Foram quatro grandes leilões virtuais no pavilhão José Arruda Ramos, no Parque Conta Dinheiro envolvendo 1,3 mil animais, entre bovinos e equinos, gerando mais de R$ 5,3 milhões de faturamento.

O Gado Geral abriu na quarta-feira (13), atingindo perto de R$ 1,9 milhão. Nas duas noites subsequentes, quinta e sexta, 14 e 15 respectivamente, a oferta foi de reprodutores Hereford, Braford, Devon, Hangus, Brangus, e equinos, das raças crioula e manga larga.

Feira de Novilhas

O ponto alto da Feira ocorreu neste sábado (16), à tarde, com o desfile em pista de exatas 647 novilhas, distribuídas em 79 lotes. Animais com garantia de venda do começo ao fim. Já no primeiro lote da raça hereford, a previsão de que se teria pista limpa se confirmou, com excelente valorização. Porém, a grande disputa do dia pela aquisição ocorreu no lote 37, formado por seis animais da raça braford, de propriedade de Epaminondas de Assis Pereira Garcia, que atingiu a oferta máxima do leilão.

Ao final, a empresa leiloeira reverteu o valor de venda de uma novilha para o Hospital Infantil Seara do Bem. E, na avaliação do dirigente do Sindicato Rural, Márcio Pamplona, o evento comercializou, mais uma vez, um grande número de animais. Para ele, é resultado de um ano inteiro de trabalho que culmina na pista de leilões, sempre preservando a boa genética e a qualidade. “E isso tudo se resume a uma Expolages. Quem quiser comprar qualidade encontra, tanto reprodutores quanto o gado selecionado, caso das novilhas que contou com a maior quantidade de animais de uma categoria do Estado”, citou.

Retorno da Expofeira completa em 2022

Para 2022 é praticamente certo o retorno da Expolages com a participação dos setores industrial e Comercial, e dos demais segmentos do meio animal, incluindo, os julgamentos de bovinos, equinos e ovinos. Segundo Márcio Pamplona, hoje poderia estar realizando uma exposição completa. Porém, há 60 ou 90 dias atrás, quando precisava ser feito o planejamento, não se tinha a certeza de qual seria o cenário. Então, se resolveu não comprometer os expositores e reprodutores, e nem envolver gastos. Por isso a decisão de apenas comercializar animais e de forma virtual. “A expectativa de que no ano que vem retornaremos com a Expolages presencial, com a indústria e comércio, enfim, com todo o conjunto que atrai as pessoas”, salienta Pamplona.

Grandes eventos ainda em outubro

Na semana que vem, de 21 a 24 acontecem dois grandes eventos no Parque Conta Dinheiro:  exposição de cavalo crioulo, com algumas apresentações, e uma completa exposição de julgamento de ovinos, com mais de 500 animais vindos do Paraná e do Rio Grande do Sul, e que se somam aos de Santa Catarina. Depois de Esteio (RS) é a maior exposição envolvendo ovinos. Os animais irão ocupar todo o grande pavilhão onde foi realizada a vacinação contra a covid-19. A estrutura para o recebimento das ovelhas, já está montada. E, para finalizar o ano, dia 22 de novembro está previsto um grande leilão de gado geral que encerra a temporada de leilões de gado do Sindicato Rural, no ano de 2021.

Fonte: Assessoria de Imprensa Expolages

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.