Produtores de Maçã e Associações pedem em Brasília a prorrogação da obrigatoriedade de cabines climatizadas em tratores

Uma comissão envolvendo a ABPM, AMAP, FAESC e Sindicato Rural de São Joaquim, através de Moisés Albuquerque, Diego Nesi e Marcos Pagani,  foram até Brasília na sede do Ministério do Trabalho, juntamente com parlamentares da nacada de Santa Catarina pleitar a prorrogação do prazo para a obrigatoriedade de cabines climatizadas durante as pulverizações nos pomares de Maçã.

Uma medida provisória publicada em outubro de 2021 já trazia essa obrigatoriedade, porém foi prorrogada para julho de 2022. Através do pedido do setor da maçã, essa medida foi novamente prorrogada para até dezembro de 2022. Porém as associações ainda lutam para que os tratores tenham essa obrigatoriedade de fabricação a partir de 2023 e que a regra não seja válida para os tratores fabricados anteriormente, do mesmo modo que se equivale à obrigatoriedade do airbags durante a fabricação.

Veja a nota na íntegra:

File name : 0014-Bancada-Catarinense-AMAP-NR-31-Cabines-2-1.pdf

 

Amap e Produtores de maçã em Brasília


 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.