Parcerias entre clubes e casas de apostas em expansão no Brasil

Um crescente número de clubes de futebol e de outras modalidades esportivas estão firmando parcerias com casas de apostas nacionais e estrangeiras em busca e maiores receitas para os próximos anos. Cada vez mais é possível ver a publicidade dos chamados bookmakers em camisas, shorts e meiões das equipes e placas espalhadas pelas beiradas dos estádios. Trata-se de uma tendência irreversível a parceria entre estas instituições e as empresas do segmento.

Para que se tenha uma ideia da expansão das casas de apostas no trading futebolístico, no último Brasileirão nada menos que 19 dos 20 clubes da Série A e muitos da B já tinham fechado tais acordos de publicidade e em alguns casos até como patrocinadores masters.

No Estado de Santa Catarina o Avaí é um dos clubes que já estão com publicidade de casas de apostas no uniforme. Na verdade, os principais clubes do eixo Rio-São Paulo como Flamengo, Botafogo, Fluminense, Corinthians e outros já estão com parcerias com bookmakers. Atlético Mineiro e Internacional também já têm seus próprios parceiros.

Entre os gigantes do segmento que já estão com muitos clientes no Brasil e planos de acentuada expansão para os próximos anos estão a bet365, sportingbet e Brasil 1xbet, apenas para citar algumas das casas de apostas internacionais.

A dobradinha entre os clubes e as empresas já deu certo no exterior e ganhou força no Brasil quando o então presidente da República, Michel Temer sancionou em 12 de novembro de 2018 a Lei nº 13.756, que previa a regulamentação das apostas esportivas no País. O texto-base foi aprovado pelo Congresso Nacional após alguns debates e ajustes no parlamento. Antes da Copa do Catar, neste ano, tudo estará regulamentado, inclusive nos Estados e municípios brasileiros.

O Brasil é a menina dos olhos de muitas destas empresas devido ao gigantismo do território, tamanho da população e paixão pelos esportes, e não apenas pelo tradicional futebol. O mercado regulamentado traz mais segurança para os apostadores, pois as empresas atuam segundo as leis brasileiras, podendo ser fiscalizadas e, caso ocorram algumas irregularidades, fica mais fácil acionar o Poder Judiciário para equilibrar as demandas.

Pela quantidade de acordos fechados entre os agentes do futebol e as casas de futebol, percebe-se que os clubes brasileiros já descobriram que podem ganhar muito dinheiro ao associar suas marcas com os bookmakers do país e do mundo.

Só em 2019 o segmento movimentou nada menos que R$ 7 bilhões em apostas no Brasil, por meio de mais de 200 empresas. E com a definitiva regulamentação estima-se que este total possa até mesmo triplicar em curto prazo.

Para apostar o interessado tem de ser maior de idade e o cadastro inicial pode ser feito no próprio site da operadora, tanto por meio de computadores pessoais quanto por celulares. É possível baixar o aplicativo para equipamentos móveis pela própria internet e sem qualquer custo adicional.

Somente uma pessoa por grupo familiar pode se inscrever em um bookmaker e as empresas são muito rigorosas em relação a esta regra, não admitindo exceção. Por ocasião do registro na casa são pedidos apenas alguns poucos dados pessoais e bancários e a pessoa escolhe qual será a forma de pagamento, podem optar entre cartões de crédito de várias bandeiras, moedas eletrônicas e mesmo o popular boleto bancário.

Logo que ingressa no sistema o novo cliente normalmente requer o Bet365 bônus de boas-vindas. A aposta mínima tem como valor R$ 25 e pelo bônus a pessoa pode até duplicar seu primeiro lance até o limite de R$ 200 no caso da bet365, a líder mundial do segmento, com mais de 20 milhões de usuários e cerca de 5 mil colabores em vários continentes.

O cliente pode escolher entre várias competições nacionais e estrangeiras, caso opte por palpitar apenas em partidas de futebol. Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, estaduais, Libertadores e torneios europeus estão entre os torneios nos quais é possível apostar.

Uma casa como a sportingbet ou a 1xbet, por exemplo, Mais de mil eventos esportivos por dia são disponibilizados aos apostadores. Por meio de um sistema de odds (cotações) o cliente tem como saber quem é favorito para ganhar uma partida e quanto renderá uma aposta. Também é possível jogar no placar, resultado de intervalo, artilharia e mesmo em quem será o campeão ao término de um campeonato.

Se não quiser apostar em partidas de futebol a pessoa ainda pode escolher entre partidas de basquete, confrontos no vôlei, corridas de Fórmula 1, golfe, tênis de mesa e mesmo esportes menos conhecidos, inclusive badminton. Também há opções de jogos eletrônicos (e-games) como Fifa, PES e muitos outros. Isto, é claro, é um grande atrativo para os clientes mais jovens.

As empresas do segmento estão cada vez mais bem-preparadas no quesito segurança, com sistemas de criptografia avançados tecnologicamente que deixam aos clientes muito mais tranquilos em relação aos seus dados pessoais e bancários.

Bookmakers como os acima citados também dispõem de ótimos e funcionais serviços de suporte aos clientes disponíveis em nosso idioma. Se o usuário tem alguma dúvida ou uma reclamação a fazer isto pode ocorrer por meio de um chat 24 horas, e-mail e mesmo por telefone. O grau de satisfação dos clientes costuma ser muito alto.

Se a pessoa tem um clube de coração, apostar por meio de uma casa que tenha parceria com tal agremiação é uma boa prática, pois direta ou indiretamente esta será com certeza beneficiada por meio do palpite virtual.

Quem está começando deve optar por apostas diversificadas, mas de pequenos valores. Nada de ir com “muita sede ao pote”. As próprias casas de apostas promovem campanhas de “jogo responsável”, trabalhando para evitar que os clientes se viciem no jogo. Alguns dispositivos notificam o usuário de que ele estaria ultrapassando um perigoso limite. Além disso, as próprias famílias são estimuladas a acompanhar de perto as ações do apostador pela internet.

Concluindo, além de os clubes terem uma boa fonte de receita adicional em um período de dificuldades financeiras no País, inclusive no futebol, e de as casas estarem expandindo suas atividades em nosso País, os clientes têm como ganhar alguns reais a mais no mês. Entretenimento de qualidade e potencialmente lucrativo!

  

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.