Palestra com Samir Madeira abre a 12ª Semana Espírita no Centro Espírita “Servos de Jesus”

O Centro Espírita “Servos de Jesus“, está com um ciclo de palestras na 12ª Semana Espírita, com 3 dias especiais e palestrantes renomados do Espiritismo.

  • Dia 03/06 – Samir Albino Madeira (Curitiba) 
    • Tema: “Transição – As Oportunidades que Deus nos concede”
  • Dia 04 de junho (terça-feira) Palestra com Anice Cury (Curitiba) 
    • Tema: “Missão de Jesus na Terra”
  • Dia 05 de junho (quarta-feira)Palestra com Josefina Oliveira (Lages)
    • Tema: “Justiça Divina”

 

62017581_2536902092986452_8858526139996438528_o

 

A palestra foi gentilmente enviada pelo palestrante Samir ao São Joaquim Online, “Transição – As Oportunidades que Deus nos concede”

Alguns assuntos abordados:

Deus é soberanamente justo e bom.

  • A sabedoria providencial das leis divinas se revela, assim nas mais pequeninas coisas, como nas maiores, e essa sabedoria não permite se duvide nem da justiça nem da bondade de Deus.
  • É Ele quem sustenta todos os elementos ativos e passivos da existência planetária.
  • Em sua bondade e misericórdia está o Verbo do princípio. Um sopro de sua vontade pode renovar todas as coisas, e um gesto seu pode transformar a fisionomia de todos os horizontes terrestres.

 

Diferentes Mundos Habitados

  • Mundos primitivos, destinados às primeiras encarnações da alma
    humana;
  • Mundos de expiação e provas, onde domina o mal; (*)
  • Mundos de regeneração, nos quais as almas que ainda têm o que expiar haurem novas forças, repousando das fadigas da luta;
  • Mundos ditosos ou felizes , onde o bem sobrepuja o mal; mundos celestes ou divinos, habitações de Espíritos depurados, onde exclusivamente reina o bem.
  • (*) A Terra pertence à categoria dos mundos de expiação e provas,
    razão por que aí vive o homem a braços com tantas misérias.

Os Espíritos que encarnam em um mundo não se acham a ele presos indefinidamente, nem nele atravessam todas as fases do progresso que lhes cumpre realizar, para atingir a
perfeição.

Quando, em um mundo, eles alcançam o grau de adiantamento que esse mundo comporta, passam para outro mais adiantado, e assim por diante, até que cheguem ao estado de puros Espíritos.

A alma é dotada de amplas faculdades para praticar o bem. Mas, há as que sucumbem, e Deus, que não as quer aniquiladas, lhes permite irem para esses mundos onde, de encarnação em encarnação, elas se depuram, regeneram e voltam dignas da glória que lhes fora destinada.

Os mundos regeneradores servem de transição entre os mundos de expiação e os mundos felizes. A alma penitente encontra neles a calma e o repouso e acaba por depurar-se.

Comparados à Terra, esses mundos são bastante ditosos e muitos dentre vós se alegrariam de habitá-los, pois que eles representam a calma após a tempestade, a convalescença após a moléstia cruel.

61739060_2536901952986466_5916191719367376896_o

Há muitas moradas na casa de meu Pai e, se o homem não se houver firmado bastante na senda do bem, pode recair nos mundos de expiação, onde, então, novas e mais terríveis provas o aguardam…ao contemplar o céu, indagai de vós mesmos quais as estrelas ou mundos que conduzem a Deus e pedi-lhe que um mundo regenerador vos abra seu seio após a expiação na Terra. – Santo Agostinho. (Paris, 1862.)

Um Mundo em Transições – (Capela)

Há muitos milênios, um dos orbes da Capela, que guarda muitas afinidades com o globo terrestre, atingira a culminância de um dos seus extraordinários ciclos evolutivos. As lutas finais de um longo aperfeiçoamento estavam delineadas, como ora acontece convosco, relativamente às transições esperadas no século XX, neste crepúsculo de civilização. Alguns milhões de Espíritos rebeldes lá existiam, no caminho da evolução geral, dificultando a consolidação das penosas conquistas daqueles povos cheios de piedade e virtudes, mas uma ação de saneamento geral os alijaria daquela humanidade, que fizera jus à concórdia perpétua, para a edificação dos seus elevados trabalhos As grandes comunidades espirituais, diretoras do Cosmos, deliberam, então, localizar aquelas entidades, que se tornaram pertinazes no crime, aqui na Terra longínqua, onde aprenderiam a realizar, na dor e nos trabalhos penosos do seu ambiente, as grandes conquistas do coração e impulsionando, simultaneamente, o progresso dos seus irmãos inferiores.

 

Espíritos Exilados na Terra

Foi assim que Jesus recebeu, à luz do seu reino de amor e de justiça, aquela turba de seres sofredores e infelizes. Com a sua palavra sábia e compassiva, exortou essas almas desventuradas à edificação da consciência pelo cumprimento dos deveres de solidariedade e de amor, no esforço regenerador de si mesmas.

Mostrou-lhes os campos imensos de luta que se desdobravam na Terra, envolvendo-as no halo bendito da sua misericórdia e da sua caridade sem limites. Abençoou-lhes as lágrimas santificadoras, fazendo-lhes sentir os sagrados triunfos do futuro e prometendo-lhes a sua colaboração cotidiana e a sua vinda no porvir.

Aqueles seres angustiados e aflitos, que deixavam atrás de si todo um mundo de afetos, não obstante os seus corações empedernidos na prática do mal, seriam degredados na face obscura do planeta terrestre; andariam desprezados na noite dos milênios da saudade e da amargura; reencarnariam no seio das raças ignorantes e primitivas, a lembrarem o paraíso perdido nos firmamentos distantes. Por muitos séculos não veriam a suave luz da Capela, mas trabalhariam na Terra acariciados por Jesus e confortados na sua imensa misericórdia.

 

 

As palestras estão acontecendo no Centro Espírita “Servos de Jesus” – Rua Inácio Palma, 26 – Centro, às 20h e a entrada é Gratuita

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.