in

Jovem trilheiro morre após cair duas vezes em penhasco na Serra Catarinense

O Corpo de Bombeiros e a equipe de buscas da Polícia Militar teve grande dificuldade para localizar e retirar o corpo do jovem Fabrício Silveira de 35 anos que desapareceu na noite deste último sábado (15) em um local denominado Pinheiro Marcado, no município de Bocaina do Sul, na Serra Catarinense.

O jovem estava acompanhando uma turma de cerca de 15 pessoas em um trilha próximo a uma cachoeira, quando por volta dás 23h despareceu, após ter rolado e caído em um penhasco de cerca de 10 metros de altura. As outras pessoas que faziam com ele a trilha obtiveram contato verbal, ele respondeu que estava bem e que iria procurar um outro caminho para que pudesse retornar ao grupo. Porém ele desapareceu logo em seguida.

O grupo aguardou e até as 3h30 o masculino ainda não havia aparecido, quando o solicitante decidiu entrar em contato conosco. A suspeita é de que ele tenha se perdido ao tentar retornar sozinho a partir do ponto onde caiu, após rolar o barranco, com o auxílio de uma lanterna de celular” Diz o relato do Corpo de Bombeiros.

Fabrício Silveira, a esquerda (camiseta bordô). Foto: Mirtes

A equipe do Corpo de Bombeiros, o helicóptero Águia da Polícia Militar o cão farejador Barney foram acionados para fazer a busca na mata. Até que na manhã de domingo veio a constatação de que o trilheiro foi encontrado sem vida ao fundo de um outro precipício de há cerca de 50 metros de altura, na tentativa de voltar ao grupo ele teria caído em outro precipício maior ainda do que o primeiro.

Cão Barney descendo no precipício com a equipe dos Bombeiros

Os Bombeiros relataram a dificuldade de se chegar ao local, até mesmo o cão farejador Barney sofreu uma queda, mas conseguiu se segurar em alguns galhos no beira do perau.  O cabo de resgate começaram a raspar demasiadamente nas pedras, colocando até mesmo em risco a equipe de resgate.  Com a imensa dificuldade o corpo do jovem trilheiro só conseguiu ser retirado na manhã desta segunda-feira (17), mesmo com chuva, um militar desceu de rapel pelo helicóptero águia e o apanhou. Posteriormente, o corpo foi levado para o instituto Médico Legal da cidade de Lages.

Imagens Corpo de Bombeiros e Polícia Militar 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jovem mineiro morre após parte do teto desabar em mina próximo a Serra do Rio do Rastro

PREVISÃO DO TEMPO NOS DIAS 18 A 21 DE SETEMBRO DE 2018.