Anvisa decide se libera Coronavac para crianças de 3 a 5 anos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) se reúne nesta quarta-feira (13) para decidir sobre o pedido do Instituto Butantan para a aplicação — em caráter emergencial — da vacina Coronavac para crianças, com idades entre 3 a 5 anos de idade. 

Desde janeiro deste ano, o uso do imunizante está liberado para crianças e adolescentes de 6 a 17 anos. O Instituto Butantan já havia solicitado a autorização para a faixa de 3 a 5 anos, mas a Anvisa não atendeu ao pedido e solicitou novos estudos para o fabricante. Agora, com as novas informações da Diretoria Colegiada, composta por cinco diretores, vai apresentar os votos a favor ou contra o uso da Coronavac neste grupo.

Em todo o país, a imunização contra o novo coronavírus em crianças pode ser feita para quem tem 5 a 11 anos. No entanto, por determinação da Anvisa, somente a vacina da Pfizer está disponível para o público de 5 anos de idade.

O comunicado da Agência Nacional de Vigilância Sanitária informa que o pedido chegou à Anvisa no dia 11 de março de 2022. A avaliação, segundo o órgão, “contou com a participação de especialistas externos da área médica, em especial da: Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) e Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco).

Ainda segundo a Anvisa, “durante o processo foram solicitados dados e informações adicionais aos pesquisadores do Butantan e também estudos disponíveis sobre o uso da vacina em crianças no Chile e sobre a efetividade no Brasil com a população infantil e adolescentes vacinadas”.

Fonte: Agência Brasil

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.