são descobertos na costa da Nova Zelândia tubarões que brilham no escuro 

Crédito: MALLEFET, STEVENS AND DUCHATELET

Cientistas dizem ter descoberto três espécies desconhecidas de tubarões de águas profundas que vivem da Nova Zelândia e brilham no escuro.

As espécies foram coletadas no Chatham Rise — uma área do fundo oceânico a leste da Nova Zelândia — em janeiro do ano passado, de acordo com o estudo.

Um deles, o Dalatias licha, é hoje o maior vertebrado bioluminescente conhecido e pode atingir até 1,80m.

A bioluminescência também foi confirmada no Etmopterus lucifer e no Etmopterus granulosus.

As três espécies já eram conhecidas pelos biólogos marinhos, mas esta é a primeira vez que o fenômeno da bioluminescência — organismos que emitem luz — foi identificado neles.

Enquanto muitos animais marinhos, assim como alguns insetos (vagalumes, por exemplo) produzem sua própria luz, esta o fenômeno é observado em tubarões maiores.

 

Por Marcelo Ribeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.