“Quero ficar no PSG”, diz Neymar após ter saída especulada

A etapa de Neymar no Paris Saint-Germain pode estar chegando ao fim. De “melhor jogador do mundo”, como Nasser Al-Khelaïfi anunciou em sua apresentação, tornou-se um atleta totalmente dispensável entre as estrelas do clube francês. A seis meses da Copa do Mundo, onde o Brasil é um dos favoritos em sites de apostas, Neymar tem seu futuro completamente indefinido. 

Neymar tem contrato com o PSG até 2025, mas isso não significa muita coisa para a diretoria do clube. A equipe, que acabou de renovar com Mbappe, sua maior estrela, já não vê tanta necessidade em manter o brasileiro no clube, que é odiado por boa parte da torcida e também não goza de muito prestígio entre a cúpula do PSG.

“Seu status foi comprometido por suas lesões recorrentes e seu estilo de vida questionável. O declínio de Neymar no esporte não escapou aos olhos de muitas pessoas no clube, muito menos de Mbappé”, disse o jornal francês  ‘L’Équipe’ recentemente, ao avaliar a situação do brasileiro.

Neymar é a contratação mais cara da história do futebol (222 milhões de euros) e chegou ao PSG como parte de um projeto esportivo que visava não só o domínio local, mas também na Europa. Nos últimos anos, no entanto, o jogador não conseguiu liderar o clube na conquista da tão sonhada Liga dos Campeões da Europa, além de acumular polêmicas com a torcida e a mídia. Jogador de poker, sua imagem frequentemente aparece em casinos online que pagam.

O brasileiro, no entanto, parece seguir firme em seu desejo de seguir no PSG. “Ninguém me disse nada. Eu quero ficar no PSG”, disse ele durante um evento do clube com patrocinadores no Catar. “Ninguém nos contatou para nos dizer que Neymar estava no mercado. No ano passado eles nos pressionaram para renovar e nós renovamos” , disse uma pessoa do staff do brasileiro mantida sob sigilo.

De acordo com L’Equipe, Neymar ainda é novo para ir a um mercado emergente, como EUA ou China. Seu potencial ainda cabe na Europa, mas os grandes clubes, como Liverpool, Real Madrid, Manchester City e Manchester United não enxergam no brasileiro uma peça decisiva. Por isso, não estão dispostos a bancar os altos salários envolvidos em sua contratação.

Recentemente, aventou-se a possibilidade de Neymar se transferir para o Newcastle, da Inglaterra. O tradicional clube inglês recebeu investimentos do Oriente Médio e está montando um super time, de olho em ser uma força europeia dos próximos anos. Ainda assim, Neymar não parece interessado em mudar para um clube que ainda não alcançou seu potencial.

Um outro destino possível pode ser um retorno ao Barcelona, onde Neymar viveu sua melhor fase da carreira jogando fora do Brasil. Na temporada passada, o clube fez algumas sondagens e cogitou fazer uma oferta, mas o atacante preferiu renovar com o PSG e minguou qualquer chance de voltar à Catalunha.

Recentemente, Joan Laporta, presidente do Barcelona, afirmou em entrevista: “Quem não gosta de Neymar? Ele é um jogador excepcional”, reconheceu em entrevista ao ‘L’Esportiu’.

No entanto, o presidente do Barça coloca um porém’: “Os jogadores acabam sendo sequestrados pelo dinheiro e quem assina pelo PSG quase assinou sua escravidão”, comentou o dirigente, ressaltando que o poder financeiro do clube francês ajuda a criar um abismo, mesmo entre as principais potências do futebol europeu.

Laporta complementou. “Estamos em condições de realizar uma operação de compra do que pode custar uma transferência desses jogadores. Além do mais, mesmo que tivéssemos o dinheiro, não faríamos isso, seria irracional.”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.