Enxames de abelhas invadem apartamentos e assustam moradores de Criciúma

Um enxame de abelhas invadiu um quarto de um apartamento em Criciúma, no Sul catarinense. Os insetos ficaram na janela e um apicultor foi chamado para retirá-los. ‘Na hora que vi aquilo tudo, me apavorei’, afirmou a dona do apartamento, Raquel Pieri.

Na quinta-feira (17), cerca de 40 mil abelhas invadiram dois apartamentos da área Central de Criciúma e assustaram os moradores. O primeiro caso ocorreu pela manhã. O enxame se alocou no canto da sacada de um imóvel do Condomínio Vivendas da Espanha, no 15º andar.

E durante a noite, as abelhas invadiram o sexto andar do Edifício Del Rey, no bairro Comerciário. Dessa vez, as invasoras escolheram a janela do quarto para se posicionar. Ninguém foi picado pelos enxames.

A professora e doutora da Unesc, Birgit Harter Marques, estudiosa sobre abelhas, explica que o fenômeno ocorreu pelo fato de estarmos em período de grande disponibilidade de flores e, logo, alimento para as abelhas, o que causa um stress na colmeia.

“Os prédios que temos nas cidades fazem com que as abelhas não consigam voar de forma horizontal na procura de um lugar permanente adequado para se instalar. Sendo assim, elas estão se dividindo, pois são muito numerosas, e procurando lugares arejados, escuros e seguros”, relatou, acrescentando que as altas temperaturas também influenciam no processo.

De acordo com Birgit, este é um processo natural, que pode durar alguns dias, caso elas considerem o local temporário, ou um período melhor, no caso de a colmeia avaliar o espaço como ideal. Nesses dois casos, um apicultor foi acionado para realizar a retirada das abelhas.

Com informações SCC10

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.