Ateliê Flor de Lotus de São Joaquim confecciona máscaras com tecido 99,9% eficaz contra o COVID – 19

O Ateliê Flor de Lotus é o primeiro da Serra Catarinense a produzir as máscaras, com o tecido especial que previne mais agressivamente contra o Coronavírus, até 99,9% de proteção.

Cada máscara pode ser utiliza por mais tempo, até 8h sem perder a eficácia, mesmo estando umedecida ela não perde o efeito, este tecido suporta 50 lavagens com está eficiência, após isso pode ser usado normalmente mas com a substituição a cada 2h.

O Ateliê Flor de Lotus também foi pioneiro, na confecção de máscaras, quando o COVID-19 chegou ao Brasil, foram confeccionadas mais de 7 mil máscaras, vendidas em toda a Região. Para adquirir as máscaras com tecido especial é necessário entrar em contato via whatsapp 49 99802-6100 ou 49 99812-725.

Sobre o tecido antiviral

Diferentes materiais se tornam superfícies hospedeiras para vírus e bactérias, aumentando os riscos de contaminação e transmissão. As malhas com o Acabamento Antiviral provam ser eficazes contra os vírus envelopados e não envelopados, mostrando uma notável redução na infectividade.


Esta tecnologia promove a ruptura da membrana e inibe o crescimento e a persistência do vírus na malha, com um mecanismo de ação que bloqueia a ligação do vírus nas células hospedeiras, impedindo que o micro-organismo libere seu material genético no interior, reduzindo a capacidade infecciosa nas células.

Indicação de até 50 lavagens em temperatura ambiente sem perder o efeito do acabamento.

Vírus Envelopados e Não envelopados

Os vírus podem ser classificados como envelopados ou não envelopados, de acordo com sua estrutura. O coronavírus, herpesvírus, influenza, entre outros, são classificados como vírus envelopados, e possuem uma camada bilipídica que os envolve, chamada de Envelope Virai (EV).

Já adenovírus humanos, norovírus e enterovírus são considerados vírus não envelopados. Eles são recobertos pelo capsídeo virai, com proteínas unidas que garantem a rigidez e estabilidade do vírus fora da célula, apresentando maior resistência aos desinfetantes e antissépticos, bem como à radiação ultra-violeta, por isso eles são utilizados como padrão para determinar atividades virucidas.

 

Os testes do Acabamento Antiviral foram realizados tanto em vírus envelopados quanto em não envelopados.

Testes

O Acabamento Antiviral já foi testado em máscaras faciais, tecidos de confecção e outras aplicações, obtendo comprovação da redução significativa na infectividade viral e bacteriana.

Os testes laboratoriais foram realizados em laboratório independente seguindo as normativas científicas reconhecidas internacionalmente, como a AATCC 100 (antibacteriana) e ISO18184 (antiviral).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.