Petrobras afirma que demanda está acima da capacidade de produção

(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

A Petrobras afirma que recebeu pedidos de distribuidores de diesel muito acima dos verificados nos meses anteriores e de sua capacidade de produção para o mês de novembro. A empresa informou em nota que, apenas com muita antecedência, conseguiria se programar para atender a essa “demanda atípica”.

Mesmo assim, segundo a Petrobras, os contratos com as distribuidoras serão cumpridos de acordo com os termos, prazos vigentes e sua capacidade. “A companhia está maximizando sua produção e entregas, operando com elevada utilização de suas refinarias”, afirma em nota. 

Na comparação com novembro de 2019, de acordo com a empresa, a demanda dos distribuidores por diesel aumentou 20% e por gasolina, 10%, o que representa mais de 100% do mercado brasileiro.

As distribuidoras temem a falta de combustível e alertam sobre um possível desabastecimento a partir de novembro. As varejistas afirmam que a Petrobras cortou parte da oferta de diesel e gasolina, o que aumenta o risco de escassez dos insumos.

A Petrobras esclarece que, nos últimos anos, o mercado brasileiro de diesel foi abastecido tanto por sua produção quanto por importações realizadas por distribuidoras, terceiros e pela companhia, que garantiram o atendimento integral da demanda doméstica.

O alerta sobre risco de desabastecimento ocorre no momento em que caminhoneiros ameaçam nova greve a partir de 1º de novembro, por causa do aumento do diesel, entre outras reivindicações. Além disso, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (18) que nesta semana devem ser definidas medidas para conter o aumento no preço do combustível.

Com informações Agência Brasil

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.