Como escolher uma plataforma de dropshipping: 5 dicas imperdíveis

Escolher a plataforma de dropshipping onde você vai montar o seu site é uma responsabilidade enorme. Não seria exagero dizer que o sucesso do seu futuro site depende de você acertar nessa escolha, afinal, é quase impossível ter uma operação próspera se você utilizar uma plataforma ruim.

Mas como saber qual é a plataforma certa? O que analisar? Ao longo desse artigo vamos lhe passar algumas dicas valiosas para você acertar em cheio na sua escolha, além de passar umas noções gerais sobre dropshipping pra você começar a sua loja com o pé direito.

Leia também: O crescimento do mercado digital no Brasil

Mas afinal, o que é dropshipping?

Não dá para escolher uma boa plataforma de dropshipping sem antes saber de fato o que é dropshipping, concorda? E para quem ainda tem algumas dúvidas, aqui vai uma explicação rápida.

O dropshipping nada mais é do que um modelo de negócios, mais especificamente, uma modalidade de e-commerce. Nessa modalidade o lojista faz vendas de produtos físicos através de seu site, mas sem ter esses produtos em estoque.

Mas calma lá, não é nenhum tipo de golpe. Na verdade, o que acontece é que o lojista utiliza um fornecedor para poder enviar seus pedidos diretamente para o cliente. Em resumo, o processo é o seguinte:

1 – Cliente entra no site do lojista e faz o pedido;

2 – O lojista envia o pedido ao fornecedor com os dados do cliente;

3 – Fornecedor envia o pedido direto para a casa do cliente, sem passar pelo lojista.

E é por isso que o dropshipping é uma escolha extremamente popular para as pessoas que estão buscando abrir a sua primeira loja virtual. Pois é bem mais fácil – e barato – começar a vender. Você não precisa investir seu dinheiro em estoque e também não precisa se preocupar com nada da logística.

O que é uma plataforma de dropshipping?

Agora que já sabemos o que é dropshipping, vamos para o assunto principal do artigo. A plataforma de dropshipping é a central da sua operação, é lá que você vai montar a sua loja, gerenciar seus pedidos, fazer todas as configurações do site, cadastrar os produtos e muito mais.

E dependendo da plataforma que você escolher, também é possível fazer o processamento dos seus pedidos através da própria plataforma. Também é ela que permite você a se conectar com os fornecedores e adicionar seus produtos em seu site.

A plataforma é quem vai oferecer todas as ferramentas e os recursos que você precisa para montar e gerenciar sua operação. Agora dá pra ver porque é tão importante acertar nessa escolha, certo? 

Sabemos que pode ser intimidador, mas preparamos algumas dicas especiais para ajudar você a escolher com sabedoria. Vamos separar as dicas em tópicos para ficar mais fácil de acompanhar.

Dica 1 – Veja seu orçamento

Antes de mais nada, pense em quanto você pode e quanto você está disposto a gastar. É bem importante definir esses dois valores antes de iniciar sua pesquisa. 

Por exemplo, você pode gastar até R$500/mês mas está disposto a pagar por volta de R$150/mês. 

É bom saber o que seu orçamento lhe permite para encontrar a plataforma ou o plano que mais cabe no seu bolso.

Você encontrará uma faixa de preço bem variável, algumas plataformas internacionais cobram sua mensalidade ou taxas em dólar, o que atrapalha bastante o planejamento por conta da variação cambial, sem contar no valor do dólar em si.

A nossa dica é: procure plataformas brasileiras que fazem a cobrança em Real, assim você verá seu dinheiro rendendo bem mais. 

Algumas plataformas oferecem planos com valores bem acessíveis e até mesmo sem mensalidade. É possível montar sua loja de dropshipping sem gastar um centavo em mensalidade.

Dica 2 – Pense nas funcionalidades

Uma boa plataforma de dropshipping é definida por suas funcionalidades. Quanto mais opções você tiver voltadas para converter clientes e aumentar o seu ticket médio, melhor. 

O importante é ter um grande leque de ferramentas para poder montar a estratégia certa para sua loja.

Aplicativos que ajudam a converter carrinhos abandonados são praticamente indispensáveis, pois o abandono de carrinho/checkout é algo bem comum no mundo do dropshipping. E você não vai querer deixar esses clientes escaparem, deixar dinheiro na mesa nunca é uma boa escolha.

Busque também por aplicativos que impactam diretamente a sua taxa de conversão, como apps de provas sociais, avaliações de produtos, doação social na página do produto, gatilhos de escassez e outros. 

Sua loja deve ser planejada cuidadosamente para proporcionar uma experiência de compra positiva para o cliente, mas ao mesmo tempo, tentar extrair o máximo dele.

Ter um editor de design facilitado também é um grande diferencial. Algumas plataformas só podem ser editadas por profissionais com anos de experiência, se você for um pouquinho mais leigo já não vai conseguir nem chegar perto.

Procure plataformas que oferecem grandes possibilidades de personalização sem complicar muito as coisas. Um editor de temas deve ser simples de entender e fácil de mexer. Confira um exemplo na imagem abaixo: 

Dica 3 – Boas integrações são essenciais

Por mais completa que uma plataforma de dropshipping seja, ela nunca vai ter tudo o que você deseja ou precisa num só lugar. Ou às vezes elas oferecem uma versão mais básica do que você está buscando. E é aí que entram as integrações.

Uma boa plataforma de dropshipping reconhece isso e trabalha para conseguir integrações com apps e sites de terceiros. Se você já tem uma ideia dos apps que quer usar em sua loja, procure por plataformas que já tenham integração com eles, é um bom lugar para começar.

Desde apps de recuperação de boleto até e-mail marketing, uma boa plataforma de dropshipping deve integrar com diversos apps diferentes para todas as categorias. Quanto mais poder de escolha você tiver à sua disposição, melhor.

Dica 4 – Procure plataformas de alta conversão

Todo dono de loja de dropshipping quer a mesma coisa: vender bem e converter melhor. E sua plataforma deve ter a mesma visão. A plataforma ideal deve ter aplicativos voltados para aumentar seu ticket médio e a taxa de conversão.

Ponto positivo ainda para as plataformas que oferecem um checkout transparente, pois isso ajuda ainda mais na hora de passar credibilidade e converter o visitante em cliente. Checkouts com redirecionamento tem uma taxa de abandono enorme e são um dos principais obstáculos que o visitante enfrenta.

Um exemplo de uma boa plataforma de dropshipping com foco em conversão é o CartX. Aumentar o faturamento e converter mais é o principal objetivo dessa plataforma brasileira.

Dica 5 – Pense no atendimento do suporte

Começar a construir uma loja numa plataforma de dropshipping definitivamente não é um processo simples. É mais do que natural que surjam dúvidas ao longo do caminho. E nessas horas é bom poder contar com o amparo da equipe de suporte da plataforma.

Seja através de tutoriais escritos, vídeos, e-mail, telefone ou conversa por chat, ter uma equipe de suporte preparada para lhe atender faz toda a diferença do mundo.

Esse é um ponto que muitas pessoas acabam ignorando, mas nós acreditamos ser de extrema importância. Valorize quem lhe valoriza como cliente. 

Conclusão

Após ver nossas cinco dicas você está totalmente preparado para escolher uma boa plataforma de dropshipping! São vários pontos importantes que devem ser analisados com bastante cautela, mas sabemos que você vai conseguir tomar a melhor decisão.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.