Bolsonaro veta R$ 43 milhões do orçamento para rodovias de SC

Os vetos do presidente Jair Bolsonaro (PL) ao orçamento da União que havia sido aprovado pelo Congresso em dezembro tiraram R$ 43,2 milhões previstos para rodovias federais em Santa Catarina em 2022. O valor corresponde a pouco mais de 14% dos R$ 302 milhões que contemplavam o Estado. Dos nove projetos do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) que sofreram cortes em todo o país, quatro envolvem estradas catarinenses.

Publicados no Diário Oficial da União desta segunda-feira (24), os vetos de Bolsonaro tiraram da previsão de investimentos de 2022 os R$ 20 milhões para a construção de marginais no trecho antigo da BR-101 em Araranguá, R$ 18 milhões da duplicação da BR-470, R$ 4,3 milhões da BR-280 e R$ 859 mil da BR-163. Só não sofreram redução orçamentária as BRs 285 e 282 (veja tabela).

Para a BR-470, no Vale do Itajaí, o ano novo começou da mesma forma que terminou 2021: com redução de verbas. No fim de novembro, o governo já havia tirado R$ 25 milhões da rodovia — a BR-163 perdera R$ 14,6 milhões na mesma ocasião. À época, o Ministério da Infraestrutura tratou o corte como uma manobra orçamentária temporária e sinalizou que o dinheiro seria restituído adiante, no orçamento de 2022. Agora, com o novo corte, de R$ 18 milhões, a BR-470 terá apenas R$ 81 milhões da União em 2022, contra R$ 98,5 milhões empenhados no ano anterior.

Das quatro obras atingidas pelos vetos de Bolsonaro, três fazem parte do convênio que prevê o aporte de R$ 450 milhões do governo estadual para acelerar as obras federais. Até esta segunda-feira, R$ 59 milhões deste montante já haviam sido investidos.

Fonte: NSC

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.