Uber e 99 vão ter que explicar corridas canceladas por motoristas

Os cancelamentos de viagens têm se tornado um problema recorrente para usuários dos aplicativos de transporte em várias cidades, como mostram os diversos relatos nas redes sociais nos últimos meses. De olho nas reclamações, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) pediu explicações sobre a prática às plataformas Uber 99.

Em nota divulgada na última semana, o órgão vinculado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) informou que está em busca de esclarecimentos relacionados às políticas de cancelamento de corridas das companhias. Também foi solicitado um maior detalhamento a respeito do funcionamento dos canais de reclamação disponibilizados pelos apps.

A entidade quer saber ainda se há algum tipo de punição para os motoristas que cometem irregularidades, além de questionar altos valores cobrados e outros pontos. Segundo a Senacon, as plataformas de atendimento gerenciadas por ela têm registrado muitas reclamações sobre cobranças indevidas, dificuldades para obter reembolso e não fornecimento de serviço pelas empresas.

Motoristas cancelando corridas têm dado dor de cabeça para os clientes dos apps de transporte.Fonte:  Shutterstock 

“Com a apuração, pretendemos esclarecer eventuais infrações ao Código de Defesa do Consumidor. Constatadas irregularidades, as devidas providências serão tomadas” afirmou o ministro da Justiça Anderson Torres. Uber e 99 têm prazo de 10 dias para responder às solicitações da Senacon.

A versão das empresas

De acordo com a Uber, os motoristas têm liberdade para cancelar viagens quando julgarem necessário, mas a prática em excesso pode violar as diretrizes da plataforma. A empresa disse que tem uma equipe responsável por analisar estes casos e que prestará todas as informações ao órgão dentro do prazo.

Por sua vez, a 99 informou não ter recebido, até o momento, a notificação enviada pela Senacon em relação aos cancelamentos de corridas por motoristas. Dessa forma, a empresa não se pronunciou sobre os questionamentos da entidade.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.