Vinícola Suzin encerra colheita e prevê vinhos excepcionais da Altitude

A colheita das uvas tintas na vinícola Suzin foi encerrada nesta semana, anteriormente já tinham sido colhidas as brancas. – Devido ao clima seco conseguimos uma maturação completa da uva e com ela um elevado nível de açúcar, chamado de grau BRIX.

A safra foi excepcional, conseguimos um índice de maturação muito bom e tanto a qualidade como a quantidade também foram acima da média.Primeiro colhemos Sauvignon Blanc, Pinot Noir, Rebo, Merlot, Malbec, Cabernet Franc, Petit Verdot e por último a Cabernet Sauvignon. Não tivemos problema em nenhuma variedade.O clima seco foi fundamental para a qualidade desta safra, pois esse foi o verão mais seco em São Joaquim nos últimos 60 anos. Se este clima acabou  prejudicando alguns setores produtivos a uva foi beneficiada. Tecnicamente falando, nós tivemos lotes com mosto de 25 BRIX no tanque, é um número maravilhoso, afirma Everson Suzin, um dos pioneiros na produção de vinhos finos da região serrana.

A safra 2020 vai entrar para história em outras regiões do país também. No Rio Grande do Sul, assim como Santa Catarina os produtores comemoram. — Temos uma uva com alto teor de açúcar, sem podridão e mais pigmento. A acidez é de média a baixa, tem mais cor. É a melhor safra dos últimos 20 anos — comenta Mauro Zanus, engenheiro agrônomo da Embrapa Uva e Vinho. ( Fonte: Pioneiro).

Fotos: Italia Suzin

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.