Villa Francioni encerra o período de colheita com previsão de 100 mil garrafas de vinho

A Vindima 2021 da Villa Francioni encerrou nesta semana e superou as expectativas. Com a boa safra, as uvas colhidas darão origem a aproximadamente 100 mil garrafas de vinhos, dentre eles: branco, rosé, tinto sobremesa e também espumante.

A presidente do Conselho de Administração da vinícola, Daniela Freitas, que acompanhou de perto a evolução do vinhedo e ajudou na colheita, comemora a boa safra. Também participaram da colheita deste ano os outros dois conselheiros: André e Adriana Freitas.

Para os enólogos Nei Rasera e Edson Andrade, os vinhos brancos, cujas uvas foram colhidas no início da safra, terão o frescor presente e características bastante aromáticas, enquanto os tintos tiveram uma maturação muito boa, com condições climáticas favoráveis. “A próxima etapa dos vinhos tintos é o envelhecimento em barricas de carvalho francês, conforme o padrão da vinícola”, ressalta Andrade.

Para Daniela Freitas, a frase estampada no mural da Villa Francioni – “bendita seja a mão que colhe a uva” – merece destaque. “É verdade que o clima e outros elementos são fundamentais para a produção dos vinhos, mas as pessoas que estão colhendo as uvas têm um papel muito importante no início de todo o processo”, ressalta.

Crédito das fotos estão nos títulos dos arquivos

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.