Pesquisadores e extensionistas integram trabalhos com as culturas de alho e cebola

Tecnologias de produção de hortaliças desenvolvidas pela pesquisa e difundidas à cadeia produtiva pela extensão rural foram fundamentais para que Santa Catarina alcançasse a posição de maior produtor nacional de cebola e profissionalizasse a produção de alho. A Epagri tem trabalhos com as duas culturas e em outubro promoveu um trabalho conjunto entre pesquisadores da Estação Experimental de Caçador e extensionistas daquela região, que realizaram visitas técnicas em unidades experimentais e demonstrativas.

As visitas aconteceram no dia 13 de outubro e começaram no município de Lebon Régis, onde estão instaladas unidades experimentais e demonstrativas em duas propriedades conduzidas pelos pesquisadores Leandro Hahn, Anderson Luiz Feltrim, Guilherme Malmamm, Juracy Caldeira e Fernando Monteiro. Nessas unidades são realizados testes com fertilizantes foliares e bioestimulantes e avaliadas doses e parcelamento de nitrogênio em cobertura, níveis de desfolha em diferentes épocas de crescimento, população de plantas e manejo de irrigação em alho e cebola. 

Na sequência, os técnicos dirigiram-se à Estação Experimental da Epagri em Caçador para visitar outros experimentos com a cultura do alho, onde avaliam plantas de cobertura e manejo convencional x manejo mínimo do solo, tempo e temperatura de vernalização, avaliação de inseticidas químicos e biológicos para controle de Trips. Lá também visitaram experimentos instalados para calibração do modelo de previsão de ferrugem.

A ação foi bem avaliada pelos técnicos envolvidos. Os extensionistas trouxeram para os pesquisadores as dificuldades encontradas ao atender os produtores e os pesquisadores puderam expor os trabalhos que estão desenvolvendo visando sanar essas dificuldades da cadeia produtiva de alho e cebola. A próxima ação já está agendada para fevereiro de 2021 e será sobre a cultura do tomate.

Conheça o trabalho de um produtor do município de Lebon Régis que consegue colher as mais altas produtividades de cebola da região.

Fonte Epagri

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.