in ,

Relato: A experiência de poder apreciar um bom vinho em vinícolas de São Joaquim

A Serra Catarinense oferece um roteiro deslumbrante entre as vinícolas nas áreas mais altas, e poder conhecer a história, a cultura e os sabores que cada uma delas oferece. A maioria das vinícolas concentra-se em São Joaquim, lugar de beleza natural ímpar, e atrai turistas, assim como a advogada e blogueira de viagens, Anapaula que tem o blog  “Aninha por Aí”, que compartilha suas viagens, suas descobertas, suas experiencias, seus roteiros de viagens, dica de lugares para conhecer, já visitou diversos países e estados. E adorou poder desbravar a serra catarinense em especial o enoturismo em São Joaquim. Confira seu relato sobre sua experiencia ao visitar as vinícolas.

Como uma boa viajante, adoro explorar cada lugar lindo desse mundão, e porque não desbravar a nossa Serra Catarinense, e o que ela tem de melhor, além de sua natureza exuberante, os bons vinhos de altitude. Não sou enóloga e nem Expert em vinho, mas depois de visitar tantas vinícolas, posso dizer que sei o básico e fundamental para saber apreciar um bom vinho. E, é em São Joaquim onde estão concentradas as melhores vinícolas do nosso estado e quiçá do Brasil!

Tive o prazer de conhecer a Vinícola Villa Francioni, Vinicola Villagio Bassetti e Vinícola Leoni de Venezia. Já a Vinícola Vinhedos do Monte Agudo, acabou ficando para a nossa próxima viagem a cidade, uma vez que por falta de tempo acabou ficando de fora do nosso roteiro.

Na Vinícola Leone Di Venezia iríamos fazer um picnic no jardim em frente a Vinicola, porém, choveu no dia e acabamos fazendo a degustação dos vinhos e aperitivos no Mirante da Vinícola. E quem nos recebeu e contou sobre a história da vinícola, sobre o plantio, variedade das uvas, e sobre a produção de vinhos foi o enólogo Eduardo Strechar. E que lugar mais aconchegante, com aquela vista de tirar o folego, foi onde degustamos 3 rótulos de vinho, um branco, um tinto e uma espumante Brut. O meu preferido foi o vinho tinto fino seco Sangiovesi 2016, uma variedade de uva italiana, que produziu um vinho muito elegante e de muita qualidade. Vale mencionar que a Vinícola já foi premiada pelo Guia Adega Vinhos do Beasil edição 2017/2018 com o rótulo “Leoni di Venezia Montepulciano 2016” e, venceu a categoria Melhor Blend Branco com o rótulo “Leoni di Venezia Rialto 2017” pela mesma edição do guia adega.

A Vinícola Leone di Venezia é um charme, desde a sua arquitetura em estilo italiano, sua recepção linda e demais aposentos, sendo que ainda oferecem também aos turistas, na época da vindima (colheita da uva) uma hospedagem  premium, com vista para os vinhedos, com direito a almoços e jantares harmonizados.

 

Já a Vinícola Villagio Bassetti,  possui uma recepção aconchegante.

Já a Vinícola Villagio Bassetti, fomos recebidos pelo enólogo Leonardo, onde fizemos um rápido  passeio aos vinhedos, e retornamos a Vinícola onde nos foi apresentado os vinhos produzidos pela Vinícola e nos ofereceram 4 excelentes vinhos para degustação. Vale dizer que essa vinícola recebeu 3 premiações do conceituado “Guia Adega Vinhos do Brasil 2017/2018”, como o melhor vinho branco e Sauvignon Blanc, o Melhor Pinot Noir e o Melhor Sangiovesi. Fiquei realmente impressionada com os vinhos de altitude de São Joaquim, que posso dizer são considerados os melhores do Brasil.

 

 

Na Vinícola Villa Francioni podemos conferir o porque é considerada a maior Vinícola do Estado de Santa Catarina e colocou o estado de Santa Catarina entre os top produtores da Serra Catarinense. Durante a nossa visita ficamos impressionados com o verdadeiro império da viticultura brasileira, posso compara-la facilmente com a Vinícola Concha Y Toro no Chile, com certeza, não fica para tras. Durante a visita realizamos o tour interno guiado onde conhecemos os 5 andares da vinícola, a galeria de arte, a historia da vinícola, processo de vinificação e no final a degustação de 4 maravilhosos rótulos de vinhos da linha Joaquim. A Vinícola também coleciona vários prêmios, sendo um dos seus rótulos mais famosos e premiados o Villa Francioni Rosé.

Guardei na Lembrança as Belas paisagens, vinícolas e vinhedos muito bem apresentados e com tecnologia de ponta, lindos piqueniques e degustações de excelente vinhos. Merece destaque a alta gastronomia e hotelaria disponibilizada por algumas vinícolas, que fazem da Rota dos Vinhos de Altitude uma viagem inesquecível.

Sobre os vinhos de altitude, simplesmente fiquei impressionada com o plantio, com o alto padrão de produção e qualidade dos vinhos de altitude da nossa Serra Catarinense.  A localização estratégica e o clima frio da Serra Catarinense formam o terroir  perfeito para que as uvas amadureçam de forma lenta e completa, e para que se produzam vinhos de excelente qualidade, e que merecem tantas premiações no Brasil e no mundo.

Como nossa passagem pela Serra Catarinense foi rápida, não tivemos tempo de conhecer bem a cidade de São Joaquim, motivo pelo qual queremos retornar a cidade, assim podemos conhecer outras vinícolas renomadas da região.

@aninhaporai

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Concurso Miss Santa Catarina Oficial 2020, a serrana Bruna Valim em 2º lugar

Casa do Vinho completa 24 anos com excelência na Serra Catarinense