A fé transforma e o amor vence! Karen e o desafio de ser mãe pela 6 vez superando o diagnóstico de câncer durante a gestação pela 4 vez

Esta foto de capa é a prova materializada de que a fé transforma e o amor vence! Karen com seus 6 filhos, 4 deles, teve a gestação durante o processo de câncer, ambos são saudáveis, lindos, inteligentes. Para representar todas as mulheres que sofrem e/ou sofreram com esse diagnóstico, apresento a vocês a Karen Machado, lageana, 39 anos, 5 filhos e um no ventre uma história de força, superação, fé, e muito amor que fará você ver que a fé transforma e o amor vence! O desafio de ser mãe pela 6 vez superando um câncer na gestação pela 4 vez.

Em todas suas gestações que superou, dou a você Karen toda a honra, mérito e glória. Exemplo de coragem, força, determinação.

A gestação é uma tarefa emocionante para uma mulher, mas quando a mãe tem uma história de luta e superação, a emoção alcança outro nível.,pois Lidar com duas emoções tão opostas é difícil. Karen está grávida do seu sexto filho, ao mesmo tempo que enfrenta o  diagnostico de câncer pela 4 vez, mas quando Karen olha para seus filhos saudáveis, sente um sentimento de gratidão, pois todos os dias olha para eles e agradece a Deus. Eles são perfeitos, não tiveram sequelas e e nesta gestação do Kael é ainda mais surpreendente porque em dezembro de 2018 descobri a síndrome de Lynch e a alteração genética no meu gênese BRCA1, E o bebê está perfeito também🙏🏼 sem nenhuma anormalidade 😍, relata emocionada Karen em entrevista para a coluna DellaRosa.

A gravidez é um estágio completamente mágico, que mesmo com todos os obstáculos, renova a vida de uma mulher. O mundo as vezes lhe parece um lugar muito desafiador, mas a coragem e força que você vai sentir para enfrentar todos os obstáculos que lhe aparecerem pela frente é infinita. Hoje eu sou vida que gera vida, e em mim meu bebê se desenvolve, em meu ventre. A simples descoberta já nos traz um turbilhão de emoções inexplicáveis.( Karen Machado).

Na verdade eu já havia marcado em janeiro a cirurgia de histerectomia para o dia 17 de novembro.Daria entrada dia 17 e operava dia 18… justamente porque tenho dois nódulos no ovário e não iríamos fazer quimioterapia novamente. Aí já íamos retirar tudo… justamente para evitar as quimioterapia… mas nunca imaginei mais um bebezinho, salienta a gestante Karen.

Karen tem lutado pelo direito a poder ter licença saúde para cuidar de sua saúde seus tratamentos ( após parto o puerpério inicio dos exames para histerectomia e mastectomia. E de poder cuidar de seus filhos pequenos, ela demonstra uma mulher batalhadora, mãe exemplar, que mesmo com todas intempéries, luta incansavelmente pela família que construiu com muito sofrimento, mas o amor sempre vence.

Muitas mulheres grávidas que têm câncer de mama ou outro tipo , recebem tratamento, concebem bebês saudáveis e continuam vivendo a vida de forma saudável. Tudo depende da rapidez do diagnóstico e seu prognóstico. Esse apoio, no entanto, não deve se restringir apenas ao aspecto psicológico. O acompanhamento às consultas, o cuidado com a alimentação são importantes.

O nome escolhida para o bebê é Kael que significa ‘gosta de existir” Viver”, nome que faz juz a ele.

“Por mais difícil que pareça ser, não é impossível! Ao perder os cabelos, nasce uma nova pessoa, os valores são outros após um diagnóstico de carcinoma! Mas não se pode viver a doença, porque quando isso acontece, as chances são cada vez menores de vencer! É um caminho longo a percorrer, mas precisamos acreditar que não estamos sozinhos nessa caminhada!” (Karen Machado).

DSC_0063
Talvez possa demorar, talvez possa custar, e pode até haver momentos em que pense que o peso dessa doença é demais para mim, mas eu sei que vou superar! Não tenho qualquer dúvida de que sou forte o suficiente para lutar contra essa doença e sair mais uma vez vencedora. E em cada passo que eu der rumo à superação, eu agradeço por ter a chance de tratar, e o melhor disso, saber que não estou só, sempre estão me apoiando, lutando junto comigo , ou para o que eu precisar sempre estão dispostos a me ajudar no que preciso for! 🤝 Porque quando recebemos um diagnóstico, a Família e Amigos também adoece junto com o paciente… 💔 Tenho muito pelo que lutar, pelo que viver, e a isso devo me agarrar. Meus pensamentos devem estar sempre focados nas coisas boas da vida (Filhos, Família e Amigos). Manter sempre com Fé, sempre positiva e com confiança, pois a minha cura depende muito disso. Que a luz brilhante da saúde, do amor e da felicidade continue abençoar meus dias futuros! Amém (Karen).

Depois disso, sabia que precisava compartilhar a história e espero alcançar pelo menos uma mãe que esteja passando pela mesma experiência”, completa a fotógrafa Sandra Rosa .”Espero que isso dê coragem a outras mães [com câncer de mama ou de outro tipo da doença] para que elas conversem com seus médicos e tentem escolher o melhor caminho para ela e para o bebê. Quero assegurar que é possível passar por um tratamento desse enquanto está grávida.

Há um ano atrás já havíamos mostrado sua historia de superação e agora mais surpreendente, haja visto que A presença de câncer em grávidas gera importante impacto emocional em todos os envolvidos. Entretanto, a gravidez também lhes dá um sentimento de estar saudáveis e aptas para criar vida. Isso lhes proporciona um senso de força e empoderamento para lutar contra a doença.

Na foto com Ravi de 2 anos que também superou a gestação da mãe em tratamento contra câncer .

Essas mulheres com câncer mostram clara preocupação em proteger os bebes durante o período intra-uterino e pós-natal.

72466204_405940486713530_9105557235634798592_n.jpg

Veja o Depoimento de Karen:

Na foto nossa guerreira Karen com Bernardo de 4 anos, Alícia de 3 anos , Ravi de 2 anos e o Kael no forninho rss.

Por Sandra Rosa

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.