Couro” de maçã: conheça a nova tendência dos tecidos sustentáveis

(Foto: Divulgação/Sylven New York)

Tecidos sustentáveis vieram para ficar e o “couro” de maçã é a mais nova novidade

O futuro é sustentável, e a moda também já sabe disso. A novidade da vez, que tem feito a cabeça dos estilistas, é o “couro” de maçã. Feito do reaproveitamento dos núcleos da fruta e cascas não utilizados para fazer suco, o material é transformado em solvente orgânico e poliuretano capaz de criar um tecido semelhante ao couro. Como mágica! 

O material pode até ser um produto fruto de resíduos, mas os designs criados com ele estão longe de ser assim. Marcas de luxo já estão aderindo a tendência sustentável, incluindo Sylven New York, Samara e Good Guys Don’t Wear Leather. O Neiman Marcus Group, um dos maiores e mais famosos vendedores de peles da América, promete eliminar gradualmente o uso animal já a partir de 2023 e o “couro” de maçã, assim como o de cogumelo, é uma das principais promessas. 

(Foto: Divulgação/Sylven New York)

Com a mudança de pensamento socioambiental no mundo, tanto marcas quanto consumidores têm evitado subprodutos de animais e abrem espaço para novas ideias sustentáveis como o “couro” de maçã. O produto requer apenas 40-50% de plástico e pode até ajudar na redução da emissão de gases de efeito estufa do desperdício de alimentos.

(Foto: Divulgação/Samara)

(Foto: Divulgação/Samara)

O “couro” de maçã é adequado principalmente para o design de bolsas e sapatos, por ter um material naturalmente grosso. Apesar disso, os estilistas ainda estão se adaptando ao material. Mesmo resistente, o produto requer cuidados e precisa de costura diferenciada e tecnologia para manter a qualidade. 

Quanto ao preço, os produtos feitos com “couro” de maçã, segundo o designer Dworkin, ainda conseguem ser 15% mais baratos do que o clássico couto italiano. Como os custos de fabricação são altos, o desafio agora é conseguir escalar os produtos de “couro” de maçã de maneira que não seja proibitiva. 

(Foto: Divulgação/Samara)

“O teste real da verdadeira escalabilidade é se o produto parece familiar para o cliente. Se o “couro” de maçã não parecer real, a maioria dos consumidores terá dificuldade em adotar esse material e adotá-lo ”, diz o designer Kubley. 

Seja como for, mesmo com as adaptações ainda a serem feitas e as dificuldades para lidar com o material, o “couro” de maçã e as linhas sustentáveis da moda vieram para ficar. É só uma questão de tempo. 

Com informações Revista Lofficiel

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.