Como escolher a melhor opção de Ring Light para sua selfie?

Ethan de Long/Unsplash

Variação de tamanho e foco de luz pode ser decisivo para uma boa foto nas redes sociais

É comum abrir o instagram de uma celebridade, um ator ou uma cantora renomada e encontrar aquela selfie deslumbrante. Nesse momento, uma das perguntas que mais aparecem é: como essa pessoa conseguiu uma luz tão boa e nítida? Nós já sabemos que quase tudo nesse tipo de foto é construído, e a luz não é um fato menos importante.

Ter uma luz boa é algo tão comum para nós que às vezes nos esquecemos que ela só é possível por causa da descoberta da energia elétrica, por Benjamin Franklin, lá em 1752, quando ele tinha 46 anos. O experimento conduzido por ele é conhecido por todos: ele utilizou uma chave de metal pendurada em uma pipa, empinada durante uma tempestade. O relâmpago conduzido ainda o levou a criar o primeiro pára-raios.

A energia elétrica é um tipo de energia cinética causada por cargas elétricas em movimento. A quantidade de energia depende da velocidade das cargas – quanto mais rápido elas se movem, mais energia elétrica elas carregam. Por exemplo: vamos imaginar que uma carga elétrica é representada por uma bola sendo lançada contra uma janela. Se você não jogar a bola muito rápido, ela não terá energia suficiente para quebrar a janela. Mas se você jogar a bola mais rápido, ela terá mais energia e poderá quebrar a janela. Ou seja: quanto mais rápido você jogar a bola, mais energia ela terá para quebrar a janela.

A partir daí, outros cientistas se debruçaram sobre as descobertas de Franklin e passaram a aprimorar o conceito de geração de eletricidade, assim como os saberes envolvidos no tema. Conceber a energia elétrica e os benefícios que advém com ela foram fundamentais para chegarmos às luzes que nós conhecemos hoje, como os ring lights que mudam uma selfie da água para o vinho.

Os ring lights ganharam muito protagonismo nas produções audiovisuais recentes, sobretudo em momento no qual as lives ganharam muito protagonismo. Assim, fica difícil escolher qual a melhor opção de luz entre tantas opções. Sites de comparativos de preços, como 365Dicas, estão destacando quais são as melhores opções.

  1. Yongnuo YN608

O primeiro lugar entre os preferidos para ter uma ótima luz é o Yongnuo YN608. Ele tem uma ampla fonte de luz, com cerca de  52 cm de diâmetro e 608 micro lâmpadas de LED. Outra vantagem é a sua carga bivolt, com classificação de 36,5W e vida útil de bateria de 50 mil horas. Além disso, ele reduz olhos vermelhos, distorções de flashes e conta com diferentes configurações.

Ele funciona muito bem tanto para luz quente, quanto para luz fria, com uma oferta de gama de cores que vai de 3200K a 5500k. Ele também vem com uma espécie de controle remoto para você mudar o tom do LED facilmente. O preço é que não ajuda muito, já que ele pode ser encontrado na faixa dos R$ 1400 reais.

  1. Bella Net Ring Light RGB

Outra boa opção é o Bella Net Ring Light RGB, que oferece um anel de luz branca, amarela e RGB, sendo muito utilizado para quem deseja fazer uma maquiagem potente e cheia de detalhes.  Ele pode ser configurado em até 6 cores coloridas, com 3 modos de temperatura e 10 ajustes de intensidade de cor. Isso pode gerar uma extensa variedade de luzes para suas selfies. O preço? Lojas estão oferecendo o aparelho por algo em torno de R$ 130.

  1. Ring Light Profissional LED 45cm + 3 Suportes Celular – RL18

Apesar do custo mais elevado que o nosso segundo colocado – algo em torno de R$ 380 -, essa também é uma boa opção para quem quer investir nesse tipo de equipamento. Ele tem um suporte que acopla no tripé é angulado em até 90 graus e gira em 360 graus.

Além disso, também oferece uma regulagem de brilho  de 10 a 100%, uma potência de 55 W, 480 micro lâmpadas de LED, lúmen 6600 LM e temperatura de cor de 2700 a 6500K. Também acompanha um controle remoto para configuração, entre outros benefícios. 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.