Goethe não envelheceu? – Por Henrique Córdova

Ao sair do balneário de Marienbad – região da Boêmia – em direção a Weimar, onde residia, o maior nome da literatura alemã, Johan Wolfgang von Goethe, autor de “Fausto” e “Werther”, entre outras famosas obras, começou a escrever a notável “Elegia de Marienbad”. Era o ano de 1823, pouco depois de uma previsível frustração amorosa.

Dois anos antes, o célebre romancista havia conhecido a bem-nascida e bela Ulrike von Levetzow, jovem de 17 anos, pela qual se apaixonou. Pediu-a em casamento dois anos depois e não teve êxito. Afastou-se imediatamente do balneário para recolher-se à sua casa. O fato provocou incontáveis e variadas indagações. Entre elas, a mais frequente, encerrava a curiosidade sobre o amor na velhice, em todas as suas formas de expressão.

Seria Goethe, aos 74 anos, capaz de satisfazer a todas as necessidades e aspirações, carnais e espirituais, de uma jovem rica de 19 anos? Acreditava Goethe, através de sua prodigiosa imaginação, poder inserir plenamente a jovem encantadora, mas inexperiente, em seu vasto mundo intelectual, composto de forte abstração e débil realidade? Estaria Goethe delirando ou para ele o tempo era eterno e incapaz de fixar seus sulcos na pele humana, embora estatuasse belamente a alma? O conjunto formado por ambas – pele e alma – dissolveria as idades? A paixão teria dominado Goethe e sepultado, ainda que momentaneamente, a sua razão? A esfuziante e rara beleza de Ulrike obnubilara o entendimento do intelectual? Esta, por sua vez, elogiada por quantos conheceram o caso, fiel à sua idade e às aspirações correspondentes, ignorou a fama, a prodigiosa inteligência e a monumental cultura de Goethe e, por não pretender casar-se com elas, não aceitou casar-se com ele…

Da história, restou-nos a imortal “Elegia de Marienbad” e o nome de Ulrike, apenas por causa da fama de Goethe, que persiste. Assim, a beleza feminil e jovial cedeu ao tempo, enquanto o ultrapassou e ainda aumenta a fama do intelectual por ela rejeitado.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.