Azeites de oliva fabricados no RS conquistam medalhas de ouro em concurso mundial de Nova York

"Conseguimos ganhar no maior painel internacional de azeite, o que demonstra a qualidade extraordinária do nosso produto", afirmou André Goelzer, mestre lagar, nome que se dá à pessoa responsável pela produção do produto, e sócio-diretor da empresa familiar.

Dois azeites de oliva fabricados em Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre, conquistaram nesta quarta-feira (18) medalhas de ouro no Concurso Mundial de Azeites de Nova York. Os azeites premiados são o Blend Exclusivo e o Blend Signature da Estância das Oliveiras.

“Conseguimos ganhar no maior painel internacional de azeite, o que demonstra a qualidade extraordinária do nosso produto”, afirmou André Goelzer, mestre lagar, nome que se dá à pessoa responsável pela produção do produto, e sócio-diretor da empresa familiar.

De acordo com Goelzer, o trabalho da família começou há 16 anos, quando, em parceria com a Embrapa, teve início a pesquisa para entender qual variedade teria maior qualidade na região.

“Era com o intuito da família consumir produtos de qualidade”, relata Goelzer.

A primeira extração foi em 2013, ainda para consumo próprio e, a partir de 2019, o produto começou a ser comercializado. A maior parte, 75%, é vendido na própria Estância das Oliveiras, onde a empresa mantém um projeto de agroturismo. Do restante, entre 12 e 15% é exportado e em torno de 10% é distribuído em estados brasileiros.

Atualmente, são 26 hectares de área plantada de oliveiras, com sete variedades. Neste ano, segundo a empresa, foram produzidos 4,2 mil litros de azeite.

O azeite de oliva da Estância das Oliveiras já havia sido premiado internacionalmente em 2021, no concurso mundial de Azeites EVO iOOC Itália, sendo eleito o melhor azeite de oliva blend do Hemisfério Sul.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.